Portogallo

English French German Italian Portuguese Russian Spanish

PSI-20 fecha em terreno negativo puxado pela Galp, Jerónimo Martins e Sonae

O Jornal Económico - Tue, 30/11/2021 - 18:19

A bolsa de Lisboa fechou em queda de 0,56% para 5.433,05 pontos.  A liderar as perdas estão as ações da Galp (-1,45% para 8,27 euros), que corrigiram da subida de ontem. Mas também o retalho está em queda. As ações da Sonae recuaram -1,52% para 0,9425 euros; e as da Jerónimo Martins que caíram -1,46% para 19,21 euros. O BCP também fechou em queda de -0,62% para 0,1435 euros.

A Corticeira Amorim destacou-se pela subida de +1,65% para 11,12 euros; a EDP Renováveis subiu +0,71% para 22,62 euros; e a Ibersol avançou +1,12% para 5,44 euros.

As bolsas europeias fecharam em queda numa sessão de correção. As preocupações com o impacto económico da nova vaga de covid-19 foram agravadas pelas declarações do CEO da Moderna de as mutações na variante Ómicron pode iludir a proteção fornecida pelas vacinas existentes, acrescentando que uma nova vacina poderá levar meses a desenvolver e implementar em larga escala”, diz o analista do Millennium BCP Investimento, Ramiro Loureiro.

“Nesta envolvente, o sector de viagens e lazer acabou por ser o mais castigado. Durante a tarde o presidente da Fed Jerome Powell sugeriu restringir as compras de títulos mais rápido do que o esperado e deixou a indicação de que a inflação não pode mais ser considerada “transitória”, o que levou a uma reação negativa especialmente em Wall Street”, explica o analista da Mtrader.

“A Secretária do Tesouro Janet Yellen e o Presidente da Reserva Federal Jerome Powell testemunham perante o Congresso e os seus comentários causaram algumas movimentações nos mercados financeiros. Durante a sessão de perguntas e respostas, Powell admitiu que é tempo de retirar o termo “transitório” para a inflação”, destaca Henrique Tomé, analista XTB.

O EuroStoxx 50 caiu 1,13% para 4.063 pontos e o Stoxx 600 caiu 0,61%.

O FTSE 100 recuou 0,44% para 7.079 pontos; o CAC caiu 0,81% para 6.721,2 pontos; o DAX perdeu 1,18% para 15.100,1 pontos; o FTSE MIB fechou a cair 0,87% para 25.814,34 pontos; e o IBEX perdeu 1,78% para 8.305,1 pontos.

Na Europa destaque para a notícia que o JP Morgan pode ajudar a financiar OPA da KKR à Telecom Itália.

O analista da Mtrader realça que na zona euro foi revelado que a inflação voltou a escalar em novembro, para 4,9%, um patamar acima do previsto, “um dado à atenção do BCE, que numa parte da balança se depara com sinais de arrefecimento económico e que podem obrigar à manutenção de estímulos e a uma política acomodatícia, e na outra com um patamar de inflação bem acima da meta 2%/ano que tem como objetivo e que a persistir poderia gerar pressão para um aumento de taxas”.

A nível macro, “a indicação de que a atividade industrial na China regressou surpreendentemente à expansão em novembro e os serviços aceleraram o ritmo de crescimento parece ter sido deixada para segundo plano”, adianta o analista.

O euro cai 0,05% para 1,1285 dólares.

O Brent, no mercado de Londres, recua fortemente (-3,98%) para 70,52 dólares. Já o crude West Texas Intermediate tomba 5,69% para 65,97 dólares.

No que toca ao mercado de dívida pública, a Alemanha vê os juros caírem 3,14 pontos base para -0,35%; Portugal tem os juros a recuarem 2,01 pontos base para uma yield de 0,33%; Espanha com os juros a caírem 2,27 pontos base para 0,40% e Itália com uma correção de 0,86 pontos base para 0,97%.

Categories: Portogallo

O grande desafio para os agricultores? Produzir mais e melhor sem danificar o ambiente

Expresso - PT - Tue, 30/11/2021 - 18:10
Repensar a forma como se produzem e distribuem os alimentos, tendo em conta a sustentabilidade - de forma a mitigar os efeitos das alterações climáticas - esteve no centro da discussão do segundo e último dia do Lisbon Agri Conferences
Categories: Portogallo

Covid-19: OMS pede calma e resposta racional e proporcional à variante Ómicron

PÚBLICO - Tue, 30/11/2021 - 18:09
O director-geral da OMS mostrou-se preocupado com o facto de “vários Estados-membros estarem a introduzir medidas gerais e brutais que não são baseadas em provas nem eficazes por si mesmas e que apenas irão agravar as desigualdades”.
Categories: Portogallo

Preço dos passes sociais não se altera em 2022 na Área Metropolitana do Porto

O Jornal Económico - Tue, 30/11/2021 - 18:08

Em nota de imprensa enviada hoje, o presidente da Área Metropolitana do Porto (AMP), Eduardo Vítor Rodrigues, diz que “esta é uma medida de extrema importância para as famílias, já tão esmagadas com os aumentos generalizados, que irão agravar-se no próximo ano”.

Com esta medida, a AMP pretende “reforçar o apoio aos agregados familiares”, ao absorver “a subida dos custos dos próprios transportes, num momento em que, face à conjuntura económica provocada, nomeadamente, pelo aumento dos combustíveis, os preços de produtos e bens estão incrementados”, destaca a nota.

A manutenção dos preços dos passes sociais “é, também, uma forma de reforçar a importância dos transportes públicos e incentivar a sua utilização como forma primeira de deslocação pelos cidadãos da Área Metropolitana do Porto”, salientou o também presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

Os 17 concelhos da AMP têm em vigor desde abril de 2019, no âmbito do Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos, um passe único dentro dos municípios, com as modalidades de passe Andante Metropolitano, de 40 euros mensais, ou passe Andante Municipal, de 30 euros mensais.

Este sistema abrange todos os operadores de transportes públicos na área metropolitana.

Também as taxas de desconto dos tarifários sociais existentes, de 25%, 50% e 60%, vão manter-se inalteradas.

“Até três zonas, o passe social tem um custo de 22,50 euros, o Passe Social+ de 15 euros, e o de Reformado de 22,50 euros. No caso do passe metropolitano, o passe social fixa-se nos 30 euros, o Passe Social + nos 20 euros e o de Reformado nos 30 euros”, explica a AMP.

Para os “estudantes do Ensino Superior que beneficiam de Ação Social Direta, o valor mantém-se nos 12 euros para o passe concelhio e em 16 euros pela assinatura mensal metropolitana”.

Categories: Portogallo

Bastonário dos médicos saúda veto presidencial da eutanásia e diz que lei tem de ser objetiva

O Jornal Económico - Tue, 30/11/2021 - 18:07

O presidente da República devolveu ao parlamento o decreto, solicitando que seja clarificado “o que parecem ser contradições no diploma quanto a uma das causas do recurso à morte medicamente assistida”.

Marcelo Rebelo de Sousa pediu que o parlamente clarifique se é exigível “doença fatal”, se só “incurável”, se apenas “grave”, um esclarecimento que o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, considerou “uma nota importante”.

“O que o senhor Presidente da República invoca é de facto preocupante porque no documento fala-se de doença fatal, fala-se de doença incurável e fala-se de doença grave”, afirmou Miguel Guimarães, em declarações à agência Lusa.

“Se for exigível a doença fatal e, portanto, se retirarem as outras doenças verificam-se aqui alterações num curto espaço de tempo que nos levam a ponderar aquilo que são os valores da vida que estão a ser avaliados”, sustentou.

Para Miguel Guimarães, as questões que foram levantadas anteriormente pelo Tribunal Constitucional “não foram devidamente aprofundadas nem tiveram discussão pública, pelo menos, ouvindo as instituições mais diretamente relacionadas com questões técnicas”, nomeadamente a Ordem dos Médicos, e com questões éticas, como é o caso do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, e fez-se uma modulação da proposta”.

“Nós não podemos deixar ao livre arbítrio das pessoas dizerem que querem ser eutanasiadas, que isso possa estar em lei”, o que pode levar, por exemplo, “uma pessoa relativamente nova que não tem uma doença propriamente fatal, mas que tem uma doença que lhe leve a querer eventualmente deixar de viver (…) porque a definição de doença incurável e doença grave são definições que são muito abrangentes”, salientou.

Miguel Guimarães exemplificou que a doença incurável pode ser a “pessoa estar cega de um olho ou ter-lhe sido amputado um membro inferior”, considerando por isso importante o esclarecimento pedido pelo chefe de Estado para que “as coisas sejam de facto acertadas”.

“Acho que fez bem e saúdo esta posição do Presidente da República porque uma lei deste género tem de ser objetiva, tem que ser clara, não pode oferecer dúvidas porque estamos a falar da vida e da morte”, defendeu o bastonário.

A Associação dos Médicos Católicos Portugueses também se congratulou com a decisão presidencial, afirmando que os motivos apontados pelo chefe de Estado “mostram bem a incoerência de um texto reformulado à pressa com a intenção da aprovação num tempo governativo de grande fragilidade”.

“Enquanto médicos católicos, queremos continuar a cuidar de todos os doentes, também os em fim de vida, que estão mais frágeis. Continuaremos a lutar por eles, a tratá-los e a dar significado a todos os momentos da sua vida, dando também significado ao juramento que fizemos enquanto profissionais e visibilidade à fé cristã que partilhamos”, escrevem em comunicado.

Categories: Portogallo

Retalho pesa na bolsa. PSI-20 perde 0,56%

Expresso - PT - Tue, 30/11/2021 - 18:06
Das 19 cotadas que compõem o PSI-20, 12 acabaram o dia no "vermelho". Sonae e Jerónimo Martins foram as que mais perderam. Europa também fechou em terreno negativo
Categories: Portogallo

Aveiro começa a celebrar as Boas Festas já esta quarta-feira

PÚBLICO - Tue, 30/11/2021 - 17:59
Iluminação de Natal é ligada no primeiro dia de Dezembro. Até 10 de Janeiro, há várias propostas para miúdos e graúdos, à excepção da festa de passagem de ano que, por conta da evolução da Covid-19, foi cancelada.
Categories: Portogallo

Comissão Política. A “rionificação” e a “limpeza ética” do PSD. E o que vale Rio nas legislativas?

Expresso - PT - Tue, 30/11/2021 - 17:58
Rui Rio ganhou, outra vez. Ponto final, parágrafo? Ainda não, agora tem pela frente uma luta com o aparelho e uma campanha em que precisa dele. E aí virá a disputa com António Costa. Afinal, quem ganha com este anunciado Bloco Central? E o que muda nas legislativas, se todos os líderes se mantêm em funções?
Categories: Portogallo

Eutanásia. “Espero que num contexto futuro fique claro qual a ideia que tem o legislador”, diz Marcelo

O Jornal Económico - Tue, 30/11/2021 - 17:57

A lei da eutanásia foi devolvida ao Parlamento esta terça-feira de manhã e de acordo com Marcelo, a decisão prende-se com o facto do Presidente ainda aguardar por esclarecimentos e por isso confessou esperar “que num contexto futuro” ficasse claro” as ideias inscritas na lei da morte medicamente assistida.

“Espero que num contexto futuro fique claro qual a ideia que tem o legislador”, disse Marcelo Rebelo de Sousa à margem da sua visita à exposição da Helpo no museu dos Coches, esta terça-feira, considerando que a lei contém “problemas jurídicos e de substância”.

“Quem vai aplicar a lei vai ter um critério, não é questão secundária”, destacou.

Para o Presidente da República faltam esclarecer em que casos se pode aplicar a lei, como já tinha explicado no documento do seu veto, publicado na página da presidência. “É incurável ou apenas grave?”, questionou.

Marcelo recordou que “na primeira lei” mandou “para o Tribunal Constitucional” para que fossem esclarecidas algumas questões e o “Tribunal Constitucional deu razão em alguns pontos”. Depois, os partidos envolvidos na matéria (PS, BE, PAN, PEV e IL) corrigiram “alguns pontos”, mas “mexeram noutros”.

“O Parlamento quis alargar para permitir casos em que não são doenças fatais. No final ficou uma mistura”. Assim sendo, e tal como está, o Presidente da República defende que a lei não poderia ser “assinada e promulgada”.

Quanto ao momento do veto, Marcelo garantiu que tentou “acelerar a feitura das leis” e que sente ter feito “tudo o que estava” ao seu “alcance”.

O Presidente da República acrescentou ainda que se tivesse seguido a data proposta para alguns partidos “a lei nem teria sido votada”. De sublinhar que a lei da eutanásia já não poderá ser debatida nesta legislatura no Parlamento devido à dissolução da Assembleia da República.

Categories: Portogallo

Universidade do Minho realoca trabalhador acusado de assédio sexual a aluna

PÚBLICO - Tue, 30/11/2021 - 17:52
Segundo o reitor da universidade, o trabalhador, que entretanto meteu baixa, foi “realocado” a outras funções que não impliquem “o contacto directo com estudantes ou com o público”.
Categories: Portogallo

Chora, macho

PÚBLICO - Tue, 30/11/2021 - 17:50
Uma perspectiva feminina sobre formas diferentes de ser homem: O Poder do Cão, de Jane Campion.
Categories: Portogallo

Variante Ómicron foi detectada na Europa há quase duas semanas

PÚBLICO - Tue, 30/11/2021 - 17:43
Seis dias antes do alerta dado pelas autoridades sul-africanas, a 25 de Novembro, já havia pelo menos um caso da variante Ómicron na Europa, mostra uma análise de amostras recolhidas nas últimas semanas nos Países Baixos.
Categories: Portogallo

Livros que regressaram para este Natal

PÚBLICO - Tue, 30/11/2021 - 17:40
Cinco obras que estavam esgotadas regressam nesta época aos escaparates.
Categories: Portogallo

BCE vê fusões de bancos espanhóis com portugueses e franceses como as mais compatíveis

O Jornal Económico - Tue, 30/11/2021 - 17:40

O Banco Central Europeu (BCE), num estudo recente citado pelo jornal espanhol “Expansión“, considera que os bancos espanhóis fazem parte de dois dos três grupos de países em que as fusões transfronteiriças seriam mais fáceis. As instituições francesas e portuguesas são, na opinião do supervisor, as melhores candidatas.

A proximidade geográfica e os laços culturais podem ser um elemento que torna as fusões e aquisições entre entidades bancárias mais prováveis ​​e compatíveis, defendem os analistas do BCE.

Segundo o Daily Morning Call, da BA&N, que cita o estudo efetuado pelo BCE sobre potenciais movimentos de consolidação na banca europeia onde é referido os bancos espanhóis são mais compatíveis com as instituições financeiras francesas e portuguesas, os analistas do CaixaBank/BPI, comentaram esta notícia. Na análise destacam que o Novo Banco pode ser um alvo dado que deverá estar “à venda num futuro próximo” e que o BCP, devido à sua “baixa avaliação em bolsa”, também pode vir a ser “visto como um potencial alvo a determinada altura”.

O relatório do banco central, citado pelo “Expansion”, dá conta que “os bancos espanhóis são vistos como um bom destino para os seus homólogos portugueses”.

BCE alerta que alguns bancos têm pouco capital para a previsível subida do malparado

Um dos membros do Conselho de Supervisão, Elizabeth McCaul, afirmou que o Banco Central Europeu irá subir as exigências a alguns bancos no que toca ao capital, depois de descobrir que não acumularam almofadas suficientes para cobrir as potenciais perdas com crédito non-performing,

No final do ano o BCE vai impor um “add-on” aos requisitos de capital dos bancos que não tenham feito provisões suficientes para NPLs de empréstimos que concederam antes do final de abril de 2019, quando novas regras entraram em vigor.

A maioria dos bancos que ficaram aquém das expectativas do BCE estão agora a registar mais provisões, o que irá reduzir o “add-on“, disse Elizabeth McCaul.

A gap de provisões para crédito caiu de 13,5 mil milhões de euros, no final de 2020 para 5,8 mil milhões e Elizabeth McCaul afirmou que o BCE espera atualmente que um em cada quatro bancos tenha um défice que leve a um aumento de capital.

O gap de provisões é a diferença entre as provisões elegíveis e a perda esperada por  parte de um banco sob a abordagem baseada em classificações internas (IRB – internal ratings-based), que segundo as regras europeias deve ser totalmente deduzido ao capital regulamentar.

Categories: Portogallo

JE Notícias. Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

O Jornal Económico - Tue, 30/11/2021 - 17:39

 

Ouça e acompanhe o podcast “JE Notícias” em:

Spotify | Google Podcasts | Apple Podcasts

 

 
O presidente da Câmara Municipal de Lisboa (CML), Carlos Moedas apontou, esta terça-feira, que o país conseguirá duplicar o número de utentes que existiam por dia no centro de vacinação localizado no Parque das Nações em relação aos anteriores centros de vacinação.

Durante o seu discurso na inauguração do centro que abre portas amanhã, 1 de dezembro, no Pavilhão 4 da atual FIL, Carlos Moedas destacou que com o novo centro tinha sido possível “encontrar uma solução” para o problema de se vacinar em Lisboa e referiu ainda que o centro seria “único no país” e que conseguiria “duplicar numero de utentes que tínhamos por dia”. “Num conforto completamente diferente daquele que era o existente”, afirmou.
 

 
O Ministério Público (MP) suspeita que o presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, tenha desviado milhões de euros em comissões das transferências de jogadores há quase uma década, avança a CNN Portugal esta terça-feira, 30 de novembro.

A investigação que está a ser conduzida pelo procurador Rosário Teixeira, que deu origem à operação ‘Cartão Azul’, tem como alvo as transferências feitas entre 2013 e 2016 dos jogadores Casemiro, Brahimi, Quaresma e Aboubakar, e entre 2017 e 2020 de Ricardo Pereira, Uribe, Éder Militão, Felipe, Zé Luís, Óliver Torres, Fábio Silva e Danilo Pereira.
 

 
Em comunicado, o órgão disciplinar federativo deu conta da “instauração de processo disciplinar à Belenenses SAD, com natureza urgente, por deliberação da Secção Profissional, de 30 de novembro de 2021, tendo por objeto a insuficiência numérica que determinou o término antecipado do jogo ocorrido no dia 27 de novembro de 2021, a contar para a 12ª jornada da I Liga”.

O Conselho de Disciplina acrescentou que o processo foi hoje enviado à Comissão de Instrutores da Liga e que só voltará a existir nova divulgação após o fim da instrução.
 

 
O primeiro-ministro disse hoje, em Abrantes, que o encerramento da unidade a carvão da central termoelétrica do Pego é um exemplo que dá “confiança” de que a transição energética é possível “sem deixar ninguém para trás”.

António Costa falava no encerramento da sessão de apresentação das medidas de antecipação do Fundo para a Transição Energética que visam compensar os trabalhadores e o território do Médio Tejo pelo encerramento daquela unidade, no dia que marca o fim do uso do carvão como fonte de produção de energia em Portugal.
 

 
A crise pandémica de Covid-19 continua a provocar impacto na saúde financeira dos portugueses e perto de metade (48%) assumem mesmo estar mais pobres, segundo o estudo European Consumer Payment Report (ECPR) divulgado pela Intrum esta terça-feira, 30 de novembro.

Em termos europeus, quase quatro em cada 10 cidadãos (37%) afirmam estar mais pobres hoje, do que antes do início da crise. Os dados revelam ainda que 55% dos inquiridos acreditam que vão demorar pelo menos um ano até que a pandemia deixe de ter um impacto negativo nas suas finanças, um valor superior à média europeia, de 49%.
 

 
A partir desta quarta-feira, 1 de dezembro, todos os passageiros que desembarquem em Portugal vindos de todos voos internacionais vão ter que apresentar o certificado digital e um teste negativo realizado 72 horas antes do embarque.

As medida foi anunciada esta terça-feira, 30 de novembro, em conferência de imprensa da Polícia de Segurança Pública, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, da Direção-Geral da Saúde, da Autoridade Nacional de Aviação Civil e da ANA – Aeroportos de Portugal.
 

 
São pelo menos três os bancos (Caixa Geral de Depósitos, Millennium BCP e Novobanco) que aceitaram financiar a Efacec num novo empréstimo de tesouraria que o Jornal Económico (JE) sabe ser de 45 milhões de euros, com garantia estatal a 80%.

O financiamento à Efacec, que já está atrasado, será feito ao abrigo da Linha Economia Covid, apurou o JE, linha essa que, por sua vez, está a ser revista pelo Governo.
 

 
Em causa estão verbas do Fundo para a Transição Justa (FTJ), criado pela União Europeia para responder ao impacto da reconversão energética, e que prevê para Portugal 242 milhões de euros, disse à Lusa a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

Deste valor, 90 milhões vão ser antecipados de imediato, recorrendo a verbas do Orçamento do Estado, segundo uma portaria publicada na segunda-feira pelo Governo.
 

 
“O Presidente da República decidiu, hoje, devolver à Assembleia da República o decreto sobre morte medicamente assistida, envolvendo a eutanásia e o suicídio medicamente assistido, recebido no dia 26 de novembro”, lê-se numa nota divulgada hoje no ‘site’ da Internet da Presidência.

A nota adianta que o “Presidente da República devolveu, sem promulgação, o Decreto da Assembleia da República n.º 199/XIV, de 5 de novembro de 2021, que regula as condições em que a morte medicamente assistida não é punível e altera o Código Penal, nos termos da nota e da mensagem infra”.
 

 
Quem viajar de Portugal para a Suíça está obrigado a cumprir uma quarentena de 10 dias, anunciou hoje o Governo helvético.

“As autoridades suíças decidiram introduzir Portugal a partir de 30 de novembro na Lista dos Países apresentando uma variante preocupante do vírus Covid. Significa que a partir de 30 de novembro qualquer pessoa viajando de Portugal para a Suíça terá que apresentar ume teste Covid negativo (PCR ou antigénio) e fazer na Suíça uma quarentena de 10 dias”, segundo o comunicado da embaixada da Suíça em Lisboa.
 

 
Pago de forma faseada, o valor do IMI é desdobrado em duas ou três prestações quando supera os 100 ou os 500 euros, respetivamente, sendo estas pagas em maio e novembro ou em maio, agosto e novembro.

As regras em vigor desde 2019 permitem, porém, que um contribuinte com uma conta superior a 100 euros possa pagar a totalidade do imposto em maio, prescindindo do sistema de prestações.
 

 
As fronteiras terrestres vão manter-se abertas a partir das 00h00 de 1 de dezembro de 2021. Mas à semelhança do resto do país, algumas restrições vão entrar em vigor: vai ser necessário apresentar certificado de vacinação ou teste negativo para entrar em Portugal.

Os cidadãos oriundos dos países da União Europeia (UE) considerados de risco baixo ou moderado “devem ser portadores de Certificado Digital Covid da UE (CDCUE), nas modalidades de vacinação, teste ou recuperação”.

Categories: Portogallo

Covid-19: Alemanha e Rússia registam queda nas novas infeções pelo vírus

Expresso - PT - Tue, 30/11/2021 - 17:35
As autoridades de saúde alemãs registaram 45.753 novas infeções e 388 mortes nas últimas 24 horas, enquanto os casos ativos andam à volta de 842.100. Na Rússia foram identificados 32.640 casos nas últimas 24 horas
Categories: Portogallo

Bolsonaro filiou-se no Partido Liberal, depois de fracassar no lançamento de um partido próprio

PÚBLICO - Tue, 30/11/2021 - 17:35
A cerimónia de assinatura da ficha de militante do Presidente brasileiro contou com a presença de ministros e parlamentares. No discurso, disse que tinha tirado o Brasil da esquerda.
Categories: Portogallo

Condé Nast Traveller: Portugal lidera lista dos melhores países do mundo para visitar. Conheça os outros nove

O Jornal Económico - Tue, 30/11/2021 - 17:33

Na 34ª edição dos Readers Choice Awards da “Condé Nast Traveller”, os eleitores deste prémio foram mais uma vez chamados a escolher os países favoritos para visitar. Na edição deste ano, embora pesem as restrições provocadas pela pandemia de Covid-19, os dez países considerados “melhores do mundo” para visitar, destacam-se pela diversidade na oferta, mas também pelas experiências únicas que são capazes de proporcionar a todos os turistas que os visitam.

10 - Turquia

Situada entre a Ásia e a Europa, a Turquia apresenta-se como um dos países onde a diferença de culturas, ainda que arábicas, seja mais evidente. Recentemente, em Istambul foi inaugurado um novo aeroporto internacional que pretende ser o maior do mundo, ou pelo menos, o que recebe mais viajantes anualmente, assim que as viagens aéreas retomarem os níveis pré-pandémicos.

9 - Croácia

Conhecida por ser um dos países mais belos das balcâs, a Croácia atrai milhões de visitantes todos os anos, quer seja por mar ou por via aérea. As praias, a arquitetura e a gastronomia fazem deste país europeu um ponto turístico em destaque na hora de marcar férias.

8 - Grécia

Conhecida pelas ilhas paradisíacas, a Grécia é um dos pontos turísticos mais reconhecidos na costa do mar mediterrâneo. Quer seja pela sua gastronomia, ou simplesmente pelas paisagens de cortar a respiração, apresenta-se como um destino de topo para os viajantes amantes do sol. A tudo isto junta-se um património histórico e cultural, que remonta ao início da civilização, imperdível também para os amantes da história.

7 - Islândia

Destino conhecido pelas temperaturas frias, mas que proporcionam paisagens ímpares, com montanhas de carregadas de neve e propícias à prática dos desportos de inverno. Os vulcões são outras das atrações deste país, cuja ligação à geologia é difícil de igualar.

5 - Sri Lanka

Conhecido por ser um paraíso natural, o Sri Lanka proporciona a todos aqueles que o visitam experiências únicas de comunhão com a natureza. Desde os vastos parques naturais, onde se podem observar elefantes ou preguiças, às praias para onde se deslocam milhares de surfistas por ano, apresenta-se como um país a visitar para quem procura uma experiência longe dos ambientes urbanos oferecidos pelas grandes cidades.

6 - Itália

Não é novidade que Itália sempre foi, e continua a ser, um dos maiores pontos turísticos de mundo. Gastronomia, arquitetura e paisagens impressionantes, fazem deste país um ponto turístico de passagem quase obrigatória a todos aqueles que querem experienciar um pouco da cultura europeia. São várias as cidades que recebem milhões de turistas por ano, desde a capital da moda Milão, a Veneza, Nápoles, Roma, Florença, entre muitas outras que espelham a beleza do país.

4 - Marrocos

O país do norte de África atrai milhões de turistas todos os anos. As cores vibrantes, as especiarias, ou simplesmente a cultura árabe são motivos mais do que suficientes para visitar um dos países com maior diversidade turística do continente africano.

3 - Japão

O Japão é um dos países mais reconhecidos a nível mundial simplesmente pela sua cultura. Quer seja no aspeto urbano, onde se destaca a sua capital, Tóquio, ou simplesmente pelas paisagens verdejantes que culminam no imponente monte Fuji, é um dos pontos turísticos mais procurados todos os anos.

2 - Nova Zelandia

Cada vez mais a Nova Zelândia destaca-se da vizinha Austrália, em termos turísticos, pela multitude de experiências que proporciona a quem visita o país. As paisagens são uma das imagens de marca, principalmente depois das gravações de um dos filmes mais visto de sempre: 'Senhor dos Anéis'. Foi também um dos países que mais rapidamente conseguiu controlar a pandemia de Covid-19, através de várias medidas implementadas no início do surto que assolou o mundo.

1 - Portugal

Na entrega do '2021 Readers Choice Awards', foi indiscutível para os votantes que Portugal é o "melhor país" para visitar. A diversidade cultural, aliada à oferta turística que o país proporciona, convence visitantes de todo o mundo a percorrem o país de norte a sul. Quer seja pelas praias, cidades, ou contexto histórico, Portugal conseguiu destacar-se de todos os outros, um feito especialmente importante tendo em conta o contributo que o turismo tem para a economia, mas também pela recuperação da confiança de quem chega em relação à pandemia de Covid-19.

Categories: Portogallo

Moedas defende-se de críticas sobre fecho de centros de vacinação em Lisboa. “Os locais que tínhamos não podiam continuar”

Expresso - PT - Tue, 30/11/2021 - 17:30
Na inauguração do novo centro de vacinas em Lisboa, no Parque das Nações, Carlos Moedas admitiu constrangimentos, mas garantiu que encerrar as outras unidades da capital era obrigatório, porque esses espaços são necessários para “o regresso da atividade”. E lembrou que há “uma duplicação da capacidade” de vacinar: seis mil pessoas por dia
Categories: Portogallo

Não deixe as suas compras natalícias para a véspera

O Jornal Económico - Tue, 30/11/2021 - 17:30

 A época natalícia é, para quase todos, uma altura de grande corre-corre às lojas, tanto tradicionais como digitais, para comprar o presente desejado para familiares e amigos. “Deixar para a véspera” é comum, mas pode eliminar um dos direitos básicos do consumidor – direito à livre escolha. Definir o que se pretende comprar e procurar o produto atempadamente, com informação e rigor são passos essenciais para obter a escolha acertada – a melhor relação qualidade / preço.

Quem compra por impulso arrepende-se mais, tentando depois a troca. Trocar um bem comprado numa loja física que está em perfeitas condições é uma cortesia do comerciante. A troca só é obrigatória se houver defeito. Não se esqueça de escolher cuidadosamente, de recolher toda a informação sobre o produto, de o experimentar, se for possível, e combinar a possibilidade de troca. Evitará conflitos.

Se pretende comprar online, analise cuidadosamente a informação sobre o artigo, veja a sua descrição completa, incluindo disponibilidade e prazo de entrega. Para evitar surpresas de última hora, confirme se o preço é total e inclui IVA e custos de entrega. Nestas compras o consumidor tem o direito de resolver o contrato, sem custos e sem ter de indicar o motivo, no prazo de 14 dias seguidos, após a entrega do bem.

Informe-se connosco.

 

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, linha whatsapp 966 449 110, endereço eletrónico [email protected]. Pode também marcar atendimento via Skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin, Youtube e no nosso site DECO!

Categories: Portogallo